domingo, 22 de novembro de 2009

"Quem sabe"

Quem sabe

Tão longe de mim distante,
Onde irá, onde irá teu pensamento?
Tão longe de mim distante,
Onde irá, onde irá teu pensamento?
Quisera saber agora
Quisera saber agora
Se esqueceste,
Se esqueceste,
Se esqueceste o juramento
Quem sabe se és constante?!
S'inda é meu teu pensamento
Minh'alma toda devora
Da saudade, da saudade agro tormento.
Vivendo de ti ausente,
Ai meu Deus,
Ai meu Deus, que amargo pranto!
Suspiros, angústia e dores
São as vozes, são as vozes do meu canto
Quem sabe Pomba inocente
Se também te corre o pranto
Minh'alma cheia d'amores
Te entreguei já neste canto.

Quem sabe (Carlos Gomes & Bittencourt Sampaio) - Ely Camargo(1964)
clique aqui!

Quem sabe (Carlos Gomes & Bittencourt Sampaio) - Ney Matogrosso ao vivo(1987)

Quem sabe (Carlos Gomes & Bittencourt Sampaio) - Cleidiane Santos ao vivo

video


A CANÇÃO CONTADA

Nascido em Campinas (SP), Antonio Carlos Gomes, partiu no ano de 1859 (com pouco mais de 20 anos), em turne com o irmão e o amigo Henrique Luiz Levy. Ao chegar na capital Paulista, se aproximou dos estudantes da Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Em homenagem aos novos companheiros, compôs o "Hino Acadêmico" e pensando no seu primeiro amor (Ambrosina), a modinha "Quem sabe", de uma poesia de Francisco Leite de Bittencourt Sampaio, obras que o tornaram conhecido entre as repúblicas estudantis de então e ainda são cantadas até os dias de hoje.

Quem sabe (Carlos Gomes & Bittencourt Sampaio) - Agnaldo Timóteo ao vivo(2008)

video