sexta-feira, 22 de outubro de 2010

"Eu nao sou daqui" ou "Eu sou de Niteroi"

Eu nao sou daqui

Eu não daqui
Eu sou de Niterói
Sinto muito, mas não posso
Aceitar o seu amor
Na terra de Araribóia
É que eu tenho quem me quer
Passe bem, seja feliz, oi
E até quando Deus quiser
Juro, tenho compromisso
Seu moço, preste atenção
Do outro lado da Baía
Empenhei meu coração
Vou embora até loguinho
Por favor, não leve a mal
Estou em cima da hora
A barca deu o sinal


Eu nao sou daqui ou Eu sou de Niteroi (Wilson Batista & Ataulfo Alves) - Cristina Buarque & Bambo de Bambu ao vivo

video

A CANÇÃO CONTADA

"Eu não sou daqui", um samba delicioso composto por Wilson Batista e Ataulfo Alves e gravado em 1941, originalmente por Aracy de Almeida clique aqui! e, posteriormente, por Cristina Buarque clique aqui!. A música fala da cidade de Niterói, onde Zélia Duncan nasceu, e segundo ela é uma forma de se reconciliar com a terra de Araribóia.

"Muita gente acha que eu nasci em Brasília. Mas, com essa música, eu digo com orgulho que sou de Niterói. Minha família é da cidade, e eu sempre vou lá", conta Zélia.

Por Marcos Paulo Bin no site Universo Musical.

Medos à parte, Zelia aprendeu com a agitadora musical Cristina Buarque a gostar de "Eu Não Sou Daqui", do fluminense Wilson Batista com o mineiro Ataulfo Alves. "Eu não sou daqui/ eu sou de Niterói", canta a mulher niteroiense, bulindo rivalidades e preconceitos entre Niterói e o adotivo Rio de Janeiro clique aqui!.

Por Pedro Alexandre Sanches para o site da Folha.


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

"Aleluia de um imenso amor"

Aleluia de um imenso amor (Silvino Neto) - Helena de Lima & Banda da Policia Militar do Estado da Guanabara(1967)
clique aqui!

Aleluia de um imenso amor (Silvino Neto) - Miltinho(1966)

Aleluia de um imenso amor (Silvino Neto) - Trio Copacabana(1968)

domingo, 17 de outubro de 2010

"E a chuva parou"

E a chuva parou

dia tão lindo
e a chuva parou
estou sorrindo
cantando estou

resta anciedade de te encontrar
tudo me diz tu vais voltar, pra ficar
estás tão só e eu sem ninguém
volta depressa pro nosso bem

pois com tua volta aos braços meus
eu pensei tudo terás
serás feliz
feliz serei



E a chuva parou (Esdras Pereira da Silva & Victor Freire & Ribamar) - Guimaraes e seu Conjunto(1959)
clique aqui!

E a chuva parou (Esdras Pereira da Silva & Victor Freire & Ribamar) - Julie Joy(1958)

E a chuva parou (Esdras Pereira da Silva & Victor Freire & Ribamar) - Tito Madi & Ribamar e seu Conjunto(1957)

sábado, 9 de outubro de 2010

"Teus ciumes"

Teus ciúmes

Condeno teus ciúmes,
Que mataram nosso amor,
Razão dos meus queixumes,
Causa cruel desta dor.
Condeno os teus ciúmes,
Que me crucificaram,
E me dilaceraram o coração,
Na eterna imensidão,
Da minha solidão.

Olhando meu passado,
Muito triste vejo então
O livro desfolhado
Que só me foi ilusão,
E lembro o nosso amor
Um sonho encantador
Naquele tempo lindo
Que eu julgava infindo.

Na minha vida em Calma
No embaçado espelho de minh'alma.
Eu vejo os teus ciúmes
A revolver ferindo meu coração.
E assim me destruindo
Sempre os teus ciúmes
Vêm me perseguindo...

Olhando meu passado,
Muito triste vejo então
O livro desfolhado
Que só me foi ilusão,
E lembro o nosso amor
Um sonho encantador
Naquele tempo lindo
Que eu julgava infindo.


Teus ciumes (Aldo Cabral & Laci Martins) - Alaide Costa & Joao Carlos Assis Brasil(2006)
clique aqui!

Teus ciumes (Aldo Cabral & Laci Martins) - Altamiro Carrilho e sua Bandinha(1961)

Teus ciumes (Aldo Cabral & Laci Martins) - Dalva de Oliveira(1957)

Teus ciumes (Aldo Cabral & Laci Martins) - Silvio Caldas(1935)

Teus ciumes (Aldo Cabral & Laci Martins) - Chiris Gomes ao vivo

video