quarta-feira, 26 de maio de 2010

"Amigo e casa"

Amigo é casa

Amigo é feito casa que se faz aos poucos
e com paciência pra durar pra sempre
Mas é preciso ter muito tijolo e terra
preparar reboco, construir tramelas
Usar a sapiência de um João-de-barro
que constrói com arte a sua residência
há que o alicerce seja muito resistente
que às chuvas e aos ventos possa então a proteger
E há que fincar muito jequitibá
e vigas de jatobá
e adubar o jardim e plantar muita flor toiceiras de resedás
não falte um caramanchão pros tempos idos lembrar
que os cabelos brancos vão surgindo
Que nem mato na roceira
que mal dá pra capinar
e há que ver os pés de manacá
cheínhos de sabiás
sabendo que os rouxinóis vão trazer arrebóis
choro de imaginar!
pra festa da cumieira não faltem os violões!
muito milho ardendo na fogueira
e quentão farto em gengibre
aquecendo os corações
A casa é amizade construída aos poucos
e que a gente quer com beira e tribeira
Com gelosia feita de matéria rara
e altas platibandas, com portão bem largo
que é pra se entrar sorrindo
nas horas incertas
sem fazer alarde, sem causar transtorno
Amigo que é amigo quando quer estar presente
faz-se quase transparente sem deixar-se perceber
Amigo é pra ficar, se chegar, se achegar,
se abraçar, se beijar, se louvar, bendizer
Amigo a gente acolhe, recolhe e agasalha
e oferece lugar pra dormir e comer
Amigo que é amigo não puxa tapete
oferece pra gente o melhor que tem e o que nem tem
quando não tem, finge que tem,
faz o que pode e o seu coração reparte que nem pão.


Amigo e casa (Capiba & Herminio Bello de Carvalho) - Lenine & Ze Renato(2005)
clique aqui!

Amigo e casa (Capiba & Herminio Bello de Carvalho) - Zélia Duncan & Ze Renato ao vivo(2005)

video


Amigo e casa (Capiba & Herminio Bello de Carvalho) - Zélia Duncan & Simone(2008)

video


A CANÇÃO CONTADA

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro”

A afirmativa foi de "Platão".

quarta-feira, 19 de maio de 2010

"Mente ao meu coracao"

Mente ao meu coração

Mente ao meu coração
que cansado de sofrer
só deseja adormecer
na palma da tua mão
conta ao meu coração
história das crianças
para que ele reviva
as velhas esperanças

Mente ao meu coração
mentiras cor-de-rosa
que as mentiras de amor
não deixam cicatrizes
e tu és a mentira mais gostosa
de todas as mentiras que tu dizes


Mente ao meu coracao (Francisco Malfitano) - Celia & Dino Barioni(2007)
clique aqui!

Mente ao meu coracao (Francisco Malfitano) - Paulinho da Viola(1976)


Mente ao meu coracao (Francisco Malfitano) - Silvio Caldas(1938)

Mente ao meu coracao (Francisco Malfitano & Pandia Pires) - Maria Rita & Orquestra de Jazz de Matosinhos ao vivo(2009)


Mente ao meu coracao (Francisco Malfitano & Pandia Pires) - Maria Rita & Quinteto em Branco e Preto(2009)


domingo, 16 de maio de 2010

"Cancao do nosso amor"

Canção do nosso amor

Ah!
Toda canção de amor
Me faz lembrar do nosso amor, nosso amor
Toda vez que uma canção
Me faz sonhar
Toda vez uma canção
Me lembra de você
Me lembra dos seus olhos
Lindos como a lua
Brilhantes como estrelas
Alegres de felicidade
Olha meu amor
Eu só me lembro de você

Ah!
Toda canção de amor
Me faz lembrar o nosso amor, nosso amor
Nosso amor que já merece uma canção
Nosso amor que eu prometi
Um dia lhe daria
Com letra dessa vida
Fazer a melodia
A linda melodia
Canção do nosso amor.


Cancao do nosso amor (Adilio Silveira & Dalto Medeiros) - Martinha(1972)
clique aqui!

Cancao do nosso amor (Adilio Silveira & Dalto Medeiros) - Nana Caymmi(1988)

Cancao do nosso amor (Adilio Silveira & Dalto Medeiros) - Tito Madi(1976)

Cancao do nosso amor (Adilio Silveira & Dalto Medeiros) - Pery Ribeiro(1971)


A CANÇÃO CONTADA

Dalto (compositor/cantor) clique aqui! é filho de Seu Dalto, do poeta Dalto Medeiros, parceiro de Adilio Silveira, grande contrabaixista e violonista. Uma dupla da maior qualidade, respeitada na cidade de Niterói (RJ), com músicas gravadas pela nata da bossa nova como o "Tamba Trio" clique aqui!. Autores de “Canção do nosso amor” Um verdadeiro clássico! Neste disco do Tamba Trio (1966), o então jovem compositor Edu Lobo, escrevendo a contra-capa, comparou a canção do Silveirinha às canções de Tom Jobim.

Para falarmos um pouco mais da emblemática figura que foi Silveirinha, Maria Ignês, gentilmente enviou, para o excelente blog "Toque Musical" toda a história do “Samba Show”, conjunto que que teve a participação de Adilio Silveira (Silveirinha):

Estou te mandando a capa original do disco " Apresentando Samba Show " (1964). Com toda certeza os músicos deste conjunto não foram informados na época do relançamento do disco com essa capa que é mostrada no blog. Concordo, o disco é maravilhoso. Na contra capa tem o nome e a história do conjunto. Vou fornecer alguns dados: o baixista Romildo F. Cardozo foi o arranjador dos sopros do último CD do Durval Ferreira. Mayuto Rodrigues, ritmista que também está na capa, é um músico consagrado no EUA, trabalhou com músicos famosos com, Frank Sinatra, Cannoball, H. Hancock, Santana e outros - continua tocando, hoje em Los Angeles. Ivo Caldas conceituado baterista que na época tinha apenas 18 anos, mesmo assim já tinha tocado (com 16 anos) com Booker Pittiman substituindo Dom Um. Quando o conjunto acabou foi tocar com com Rosinha de Valença, Tim Maia, Cauby Peixoto, Ed. Lincoln, 20 anos tocando com Johny Alff, 20 anos tocando com Marcos Valle, Roberto Menescal, Wanda Sá. Foi ainda o baterista no CD "Amendoira" do Bebeto Castilho, ex-Tamba Trio. Mirabaux um dos maiores guitarristas do Brasil, tocou com Ed. Lincoln, Lana Bittencourt, Cauby Peixoto... e continua tocando. Paulinho e Maciel os cantores, e Joel Nunes o organista são falecidos. O vibrafonista, também já falecido, Fernando Godoy que aparece na foto, não pode participar das gravações porque o vibrafone não afinava com o órgão. Na época não tinha computadores que hoje em dia acaba acertando tudo. Sérgio Marinho, ritmista e empresário do grupo. O violão acústico foi feito por Silveira grande compositor de Niterói que teve músicas gravadas por Sérgio Mendes clique aqui!, Raul de Souza clique aqui!, só para citar, "Canção do nosso amor" e tantas outras. Na música "Mania da vovó" quem faz a voz da vovó é ele, Silveirinha clique aqui!. Resumindo, o disco "Apresentando Samba Show" foi gravado em 3 canais no período de gravação das 09:00h às 15:00 h, nesse tempo o disco ficou todo pronto. Neste dia, quando os músicos saíram do estúdio, entrou o jovem Roberto Carlos para gravar “O calhambeque". O prefixo do conjunto foi feito por Dalto (pai do cantor Dalto) e Silveira. Sei disso tudo porque eu estava lá, acompanhava todos os bailes do grupo. A foto da capa foi tirada no Clube de Regatas Icaraí em Niterói.

Completando a análise feita, o músico Sérgio Marinho, que pertenceu ao conjunto “Samba Show” acrescentou que o grupo nasceu do término do conjunto que levava o seu nome “Sérgio Marinho e seu Conjunto”. Sentindo a necessidade de modernização, lançou o conjunto “Samba Show” mantendo Maciel, Paulinho, Mário Fernando e Joel Nunes. Convidando a fazer parte do “Samba Show” o baterista Ivo Caldas, Mirabeaux Pinheiro, Mailton Rodrigues e Romildo Cardoso.

Com Poucos meses de lançado, tendo como local o Clube dos Oficias da Polícia Militar do Rio de Janeiro, passou a se apresentar em festividades de Niterói e São Gonçalo, bem como de outros municípios que anteriormente eram apresentados por conjuntos e orquestras do Rio de Janeiro. Com 6 meses de formado, apresentando um baile no “Clube de Regatas Icaraí” foi convidado pelo compositor Jorge Smera a gravar o primeiro disco, ou seja, o da capa, trazendo o diretor da gravadora C.B.S. ao local de ensaio, cito a rua Teixeira de Freitas no bairro do Fonseca, residência do senhor Wilson Diniz a gravar este LP. Em tempo: fazer a todos cientes que o “Samba Show” foi o primeiro conjunto, no Estado do Rio de Janeiro, a possuir órgão eletrônico, sendo também várias vezes condecorado como o melhor do ano pelo Diário Carioca, Revista A Gaivota, Clube Esportivo Mauá, E.C. Vila Lage entre outros.

Na oportunidade, Sérgio Marinho agradeceu ao senhor Evandro Ribeiro diretor da C.B.S. bem como o senhor Clóvis Mello que realizou a biografia da capa

Sergio Marinho (registro nº. 021 da Ordem dos Músicos do Brasil - Conselho Regional do Estado do Rio de Janeiro).

quarta-feira, 12 de maio de 2010

"Flor do abacate"

Flor do abacate

Você veio comigo falar (porquê?)
Pra comigo você namorar (sentei)
E num lindo jardim todo em flor, depois
Nós trocamos juras de amor

Um abraço você quis me dar (não dei)
Um beijinho você quis roubar (neguei)
De mãos dadas ficamos a contemplar
A Lua, que insistia em nos provocar

Mas como a noite estava linda
E o luar, também
Nós dois sentados entre as flores
Sozinhos, e mais ninguém
Num momento em que a lua se escondeu
Meu bem, o meu coração lhe pertenceu


Flor do abacate (Alvaro Sandim & Felippe Tedesco) - Ademilde Fonseca(1960)

Flor do abacate (Alvaro Sandim) - Jacob do Bandolim(1949)

Flor do abacate (Alvaro Sandim) - Nilze Carvalho(1983)

Flor do abacate (Alvaro Sandim) - Ze da Velha & Silverio Pontes(1995)

Flor do abacate (Alvaro Sandim) - Professores da Escola Portátil de Música & Os Matutos ao vivo(2006)

video


A CANÇÃO CONTADA

A polca “Flor do Abacate” foi composta por Álvaro Sandim (1862–1919), trombonista e diretor de harmonia na Sociedade Dançante Carnavalesca Ninho do Amor que, em 1913, abandonou esse clube e se juntou ao rancho Flor do Abacate. Esse rancho tinha o seu lugar no Largo do Machado no Catete, o mesmo bairro que acolheu seu rival, o grande Ameno Resedá. Sandim tornou-se diretor musical do rancho e desfilou à frente de sua orquestra no carnaval. Essa orquestra era repleta de músicos de primeira linha da época, incluindo o jovem saxofonista (futuramente mestre de orquestra) Romeu Silva (1893–1958), que seguiu Sandim desde o Ninho do Amor. A mãe de Dona Ivone Lara era uma pastora no rancho (D. Ivone a chamou de “crooner”).

Em 1915, Sandim compôs a polca que imortalizou o nome do Rancho e seu próprio nos anais do choro (há até um grupo de choro chamado Flor do Abacate).

Escrito por Daniella Thompson em 28/05/2002.

domingo, 9 de maio de 2010

"Mama"

Mama (Cesare Andrea Bixio & Bruno Cherubini) - Connie Francis(1959)
clique aqui!

Mama (Cesare Andrea Bixio & Bruno Cherubini) - Jerry Vale(1965)

Mama (Cesare Andrea Bixio & Bruno Cherubini) - Paulo Victer(2009)

video

sábado, 8 de maio de 2010

"Mamae"

Mamãe

Ela é a dona de tudo,
Ela é a rainha do lar,
Ela vale mais para mim,
Que o céu, que a terra, que o mar,
Ela é a palavra mais linda,
Que um dia o poeta escreveu,
Ela é o tesouro que o pobre,
Das mãos do senhor recebeu,

Mamãe, mamãe, mamãe,
Tu és a razão dos meus dias,
Tu és feita de amor e esperança,0
Ai, ai, mamãe,
eu cresci, o caminho perdi
volto a ti e me sinto criança
Eu te lembro chinelo na mão,
O avental todo sujo de ovo,
Se eu pudesse,
Eu queria outra vez mamãe,
Começar tudo, tudo de novo


Mamae (Herivelto Martins & David Nasser) - Angela Maria & Agnaldo Timoteo(1999)
clique aqui!

Mamae (Herivelto Martins & David Nasser) - Angela Maria & Joao Dias(1957)

Mamae (Herivelto Martins & David Nasser) - Herivelto Martins & Peri Ribeiro

video


A CANÇÃO CONTADA


PARA SEMPRE


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 5 de maio de 2010

"Chorei"

Chorei

Chorei
Como nunca chorei na vida
Porque precisava desabafar
Chorei
Tanta mágoa naquela hora
Que a tristeza foi indo embora
Antes da derradeira lágrima rolar
Chorei
Porque vinha trazendo minh'alma sentida
Eu chorei pela última vez nessa vida
Para nunca mais chorar

Doravante eu vou cantar
Se a tristeza voltar
Dessa vez não demora
Mas não me envergonho pelo pranto que chorei
Porque
Pelo que eu chorei
Qualquer um também chora


Chorei (Eduardo Gudin & Mauro Duarte & Paulo Cesar Pinheiro) - Leila Pinheiro ao vivo(2009)
clique aqui!

Chorei (Eduardo Gudin & Mauro Duarte & Paulo Cesar Pinheiro) - Marcia(1977)

Chorei (Eduardo Gudin & Mauro Duarte & Paulo Cesar Pinheiro) - Luciana Cicchi ao vivo

video

segunda-feira, 3 de maio de 2010

"Onde Deus possa me ouvir"

Onde Deus possa me ouvir

SABE O QUE EU QUERIA AGORA, MEU BEM...
SAIR, CHEGAR LÁ FORA E ENCONTRAR ALGUÉM
QUE NÃO ME DISSESSE NADA
NÃO ME PERGUNTASSE NADA TAMBÉM
QUE ME OFERECESSE UM COLO, UM OMBRO
ONDE EU DESAGUASSE TODO O DESENGANO
MAS A VIDA ANDA LOUCA
AS PESSOAS ANDAM TRISTES
MEUS AMIGOS SÃO AMIGOS DE NINGUÉM
SABE O QUE EU MAIS QUERO AGORA, MEU AMOR?
MORAR NO INTERIOR DO MEU INTERIOR
PRA ENTENDER POR QUE SE AGRIDEM
SE EMPURRAM PRO ABISMO,
SE DEBATEM, SE COMBATEM SEM SABER
MEU AMOR...
DEIXA EU CHORAR ATÉ CANSAR
ME LEVE PRA QUALQUER LUGAR
AONDE DEUS POSSA ME OUVIR
MINHA DOR...
EU NÃO CONSIGO COMPREENDER
EU QUERO ALGO PRA BEBER
ME DEIXE AQUI, PODE SAIR
ADEUS


Onde Deus possa me ouvir (Vander Lee) - Gal Costa(2002)
clique aqui!

Onde Deus possa me ouvir (Vander Lee) - Leila Pinheiro(2005)

Onde Deus possa me ouvir (Vander Lee) - Vander Lee ao vivo

video