sexta-feira, 23 de abril de 2010

"Cochichando"

Cochichando


Murmurando cochichando vive sempre a falar mal de mim
Sem querer perceber que a final eu não, eu não sou mal assim
Murmurando cochichando quem te ouvir de pensar e capaz,
Que o nosso amor já não tem calor e que não somos felizes demais
Eu sou teu e tu eis só minha
Quem nos conhecer inveja sentirá de nosso amor,
Porém sempre a brigar e a duvidar de um bem querer Transformar sempre em aflição o que só deve ser prazer,
Por que será que eis tão má assim, se o nosso amor não pode ter fim.
Eu acho bom deixar este cochicho pois sei que é capricho e que gosta só de mim.


Cochichando (Pixinguinha & Braguinha & Alberto Ribeiro) - Eduardo Duzek & Zeze Gonzaga(1997)
clique aqui!

Cochichando (Pixinguinha) - Charlie Byrd & Laurindo de Almeida(1990)

Cochichando (Pixinguinha) - Dilermando Reis(1972)

Cochichando (Pixinguinha) - Henrique Cazes & Marcello Goncalves(2000)

Cochichando (Pixinguinha) - Jacob do Bandolim(1957)

Cochichando (Pixinguinha) - Mario Seve & David Ganc(2005)

Cochichando (Pixinguinha) - Nicolas Krassik(2004)

Cochichando (Pixinguinha) - Bando de Chorões para o filme "Brasileirinho"

video


A CANÇÃO CONTADA

o II Festival Curitiba no Choro - Concurso Nacional de Composição - Edição 2010, uma iniciativa do Clube do Choro de Curitiba, reuniu competidores de todo o país e, agora, chega a sua reta final com 12 semifinalistas. As apresentações, sempre às 21 horas, acontecem no Museu Oscar Niemeyer - Auditório Poty Lazzarotto (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico). Na sexta (23/04), quando é comemorado o Dia Nacional do Choro, será realizada a semifinal com a participação de12 selecionados. Destes, apenas cinco vão para a grande final que acontece no sábado, dia 24. Antes de a organização anunciar os vencedores do festival, acontece uma roda de choro com os músicos Pedro Amorim, Proveta e regional.

O Festival Curitiba no Choro foi aberto aos músicos de todo o país e teve como principais objetivos: incentivar a composição e o desenvolvimento do choro, divulgar a produção dos compositores contemporâneos e popularizar o gênero. Nesta edição foram aceitos somente choros instrumentais, inéditos e originais. E na primeira fase foram selecionados 12 semifinalistas, após uma análise criteriosa da primeira comissão julgadora formada pelo compositor e flautista carioca Eduardo Neves, pelo bandolinista brasiliense Jorge Cardoso e pelo maestro e arranjador Vicente Ribeiro.

Entre os selecionados, há quatro chorões classificados do Rio de Janeiro, dois de Brasília, dois de Minas Gerais, um do Rio Grande do Sul, um do Maranhão, um dos Estados Unidos e um de Curitiba(o bandolinista Daniel Migliavacca com a composição “Dedos de caranguejo”). Os instrumentistas vão disputar 7 mil reais em prêmios - que serão distribuídos do primeiro ao terceiro colocado, respectivamente, R$4 mil, R$2 mil e R$1 mil.

O festival

O violonista João Egashira, que faz a direção artística ao lado do flautista Gabriel Schwartz, comenta que o Festival tem como objetivo principal estimular e movimentar as pessoas para a criação do choro. "A composição é a forma de perpetuar o gênero. Além de reverenciar os grandes chorões consagrados, para termos uma continuidade da história do choro é necessário compor. Assim, colocamos elementos da nossa época no que já é consagrado", considera.

Schwartz concorda com o amigo e revela que eles receberam inscrições de todas as regiões brasileiras e até do exterior, superando todas as expectativas iniciais. "A resposta foi muito forte. O resultado do festival até o momento tem sido excelente, principalmente, pela qualidade dos choros que apareceram", completa.

A segunda edição do Festival Curitiba do Choro acontece, não coincidentemente, no dia 23 de abril, quando é comemorado o "Dia Nacional do Choro". A data foi criada no ano 2000 quando o Governo Federal resolveu homenagear o ilustre compositor brasileiro Pixinguinha (1897/1973) criando, através de Lei, o Dia Nacional do Choro, exatamente no dia de seu nascimento: 23 de abril. A idéia pegou. Hoje, no país inteiro, a efeméride é comemorada com várias rodas de choro e outras atividades culturais reverenciando o gênero que, ao lado do samba, é a mais pura manifestação da música brasileira.

Serviço: II Festival Curitiba no Choro. Concurso Nacional de Composição - Edição 2010. Direção artística: João Egashira e Gabriel Schwartz. No Auditório Poty Lazzarotto do MON - Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico – Curitiba PR). Informações: 41 3222 0355 e 41 9600 4602. Sexta-feira, dia 23, às 21h., semifinal (abertura com o Clube do Choro de Curitiba). No sábado, dia 24, às 21h, finalíssima e show com Pedro Amorim, Proveta e Regional. Ingressos a R$10 e R$5 (meia p/ estudantes, idosos e doação de agasalho).

Extraído do blog www.cartunistasolda.blogspot.com


Um comentário:

Curitiba é um copo vazio cheio de frio disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.