terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

"A preta do acaraje"

A preta do acarajé

DC - Dez horas da noite, na rua deserta

a preta mercando parece um lamento



CM - Iê abará



DC - Na sua gamela tem molho cheiroso

pimenta da Costa, tem acarajé



CM - Ô acarajé ecó olalai ô ô

Vem benzê ê ê



DC - Todo mundo gosta de acarajé (bis)



CM - Mas o trabalho que dá p'rá fazê é que é (bis)



DC - Todo mundo gosta de acarajé (bis)

Todo mundo gosta de abará (bis)



CM - Mas ninguém qué sabê o trabalho que dá

Ninguém qué sabê o trabalho que dá



DC - Todo mundo gosta de abará (bis)

Todo mundo gosta de acarajé



CM - Iê abará



Coro - Iê abará



DC - Dez horas da noite, na rua deserta

quanto mais distante, mais triste o lamento



CM - O acarajé ecó olalai ô ô

Vem benzê ê ê, tá quentinho



Coro - Todo mundo gosta de acarajé!



A preta do acaraje (Dorival Caymmi) - Dorival Caymmi(1985)
clique aqui!

A preta do acaraje (Dorival Caymmi) - Gal Costa(1979)

A preta do acaraje (Dorival Caymmi) - Na Ozzetti ao vivo(2009)

video


A CANÇÃO CONTADA

Iguaria que melhor representa a culinária africana no Brasil, o acarajé é feito com massa de feijão fradinho, frito em azeite de dendê, e recheado com vatapá, vinagrete, camarões secos, e pimenta. A origem do nome vem do akará, alimento sagrado oferecido a Iansã – deusa africana que controla o fogo, os ventos e as tempestades.

Desde 2005, a iguaria é considerada patrimônio imaterial pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Na música “A Preta do acarajé”, o compositor baiano Dorival Caymmi, imortalizou a figura da baiana cantando durante o preparo do quitute.


“A preta mercando
Parece um lamento
Ê o abará
Na sua gamela
Tem molho e cheiroso
Pimenta da costa
Tem acarajé
Ô acarajé é cor
Ô la lá io
Vem benzer
Tá quentinho”.

Extraído do site www.brasilsabor.com.br

Chegando ao Rio de Janeiro em 1938, Caymmi não demorou, foi contratado pela Rádio Tupi, Mayrink Veiga e Rádio Transmissora, onde apresentou a canção "O que é que a baiana tem?", gravada em fevereiro de 1939 pela Odeon, por Caymmi e Cármen Miranda, juntamente com "A preta do acarajé".

video

Um comentário:

Qual delas? disse...

Hoje é dia dedicado a Yemanjá. Mesmo a postagem sendo aleatória, Caymmi achou por bem aparecer. O cara é forte mesmo...